Muro de arrimo

Muros de arrimo: conceito e tipologias

Filipe Marinho Geotecnia

Você já deve ter ouvido falar sobre muros de arrimo.

Mas afinal: o que são muros de arrimo? Qual sua finalidade?

Bem, agora nós vamos tentar te ajudar nesse questionamento!

Inicialmente, vale ressaltar que muros de arrimo são estruturas de contenção que tem como função garantir a estabilidade contra a ruptura de maciços de solo, sendo responsável por suportar as tensões horizontais ocasionadas pelo peso próprio do maciço e por carregamentos externos é chamada de estrutura de contenção.

Nesse post vamos falar sobre as diversas tipologias dos muros de arrimo para futuramente tratarmos do dimensionamento dos mesmos.

Vamos lá?

Muros de arrimo

Para falarmos sobre os tipos de muro de arrimo, precisamos inicialmente entender a definição desse tipo de contenção.

Você já sabe o conceito de estruturas de contenção de maneira geral. Mas afinal, o que é um muro de arrimo?

Muro de arrimo é uma estrutura de contenção, que tem como características principais ser uma estrutura contínua, que pode possuir fundações rasas ou profundas e ser executada dos mais diversos materiais, podendo ser classificada principalmente em muros de gravidade e muros de flexão.

Mas vamos com calma!

Agora que você já está se familiarizando com os conceitos de contenção e tipos de muro de arrimo, vamos falar um pouco mais sobre os muros de gravidade.

Muros de gravidade

Os muros de gravidade, de maneira simplificada, são aqueles que realizam a contenção do maciço de solo por meio de uma combinação entre o seu peso próprio e suas características geométricas, ou seja, geralmente são estruturas mais robustas e com elevado peso.

Tais muros podem ser executados com os mais diversos tipos de materiais, como por exemplo, alvenaria, concreto ou até materiais especiais, como sacos de solo-cimento e pneus.

Os muros de gravidade são geralmente utilizados para conter desníveis pequenos ou médios, não sendo indicados para desníveis muito superiores a 4,0 metros.

Para conter grandes desníveis por meio apenas do seu peso próprio seria necessário um muro com grandes dimensões, o que acarretaria problemas executivos, maior custo com material e também possíveis problemas de tensões de compressão no solo.

Vamos agora tratar um pouco sobre alguns dos tipos mais usuais de muros de gravidade.

Muros em alvenaria

Os muros de alvenaria, geralmente executados com pedras, são um tipo bem comum de murro de arrimo, principalmente quando o desnível a ser contido é pequeno,com alturas inferiores a 3,0 m.

Tais muros podem ser executados simplesmente pelo arrumamento manual das pedras, em que a resistência do muro é obtida pelo engrenamento entre as pedras.

Tal execução é simples e pouco custosa, principalmente se já houverem muitas pedras no local da construção, além de não precisar executar nenhum sistema de drenagem, visto que o material por si só já é drenante. Porém não é aconselhável tal execução para muros com alturas superiores a 2,0 m.

Nesse caso, é aconselhável a utilização de argamassa com a finalidade de ligante entre as pedras, gerando mais estabilidade para o muro.

Caso o muro seja executado com argamassa, entretanto, será necessário prever algum dispositivo de drenagem para a estrutura, como por exemplo drenos de areia ou tubos barbacãs, já que a adição de argamassa comprometerá a drenagem do muro.

Muro de alvenaria de pedras

Muro de alvenaria de pedras

Muros de concreto ciclópico

Inicialmente, o que é concreto ciclópico?

Concreto ciclópico é um concreto simples (água, areia, agregado graúdo e cimento) com adição de até 30% de pedra de mão ou matacão.

Os muros de concreto ciclópico costumam ser economicamente viáveis para contenções de até 4,0 metros de altura.

Para execução desse tipo de muro, diferentemente do muro de pedra, é necessário o uso de formas de madeira. o que torna esse tipo de construção um pouco mais onerosa, se comparada com a solução anterior.

Assim como o muro de pedra com argamassa, pela característica impermeável do concreto ciclópico, é necessária a utilização de algum dispositivo drenante na estrutura.

Geralmente, os muros de concreto ciclópico possuem geometria trapezoidal ou de degraus, apresentando sempre, por ser um muro de gravidade, grande volume de concreto ciclópico.

Muro de concreto ciclópico

Muro de concreto ciclópico

Muros de gabião

Gabiões são gaiolas metálicas preenchidas com pedras manualmente organizadas.

Tais gaiolas são executadas com fios de aço com galvanização dupla, para melhor proteger o material das intempéries.

Os gabiões tem geramente dimensão de 2,0m x 1,0m x 1,0m, porém, no caso de muros com grande comprimento, podem ser  utilizados gabiões 4,0m x 1,0m x 1,0m.

Os muros de gabiões são então, uma justaposição de gabiões até a altura desejada de contenção, não sendo recomendados para alturas superiores a 4,0 m.

Por serem formadas por pedras, possuem propriedades drenantes, não necessitando de dispositivos extras de drenagem ao longo do muro.

Muro de gabiões

Muro de gabiões

Muros de saco solo-cimento

Os sacos de solo-cimento utilizados nesse tipo de muro são executados, geralmente, com uma mistura de solo-cimento proporção entre 1:15 e 1:10, envolvidos em sacos de poliéster.

Na execução, os sacos de solo-cimento são colocados manualmente em posição horizontal, seguindo a orientação do muro, e depois de posta cada “fiada”, os sacos são compactados, geralmente de maneira manual com soquetes, de modo a diminuir o volume de vazio nos mesmos e aumentar a estabilidade do muro.

Cada camada é posta manualmente de forma desencontrada com a camada anterior a fim de aumentar o intertravamento entre as camadas.

Tal técnica tem se tornado muito comum ultimamente por ser uma solução econômica, se comparada com muros de concreto ciclópico, pela não necessidade de mão de obra especializada, e por ser uma solução para o uso de solos residuais.

Muro de sacos de solo-cimento

Muro de sacos de solo-cimento

Muro de pneus

O uso de pneus em obras de contenção é uma solução relativamente nova, mas que tem ganho muita força, principalmente por ser uma solução ecosustentável e também de baixo custo, comparado com outras soluções já citadas.

A execução é semelhante à execução de muros de saco de solo-cimento. Os pneus são colocados manualmente, com cada camada horizontal se desencontrando da camada imediatamente inferior. No interior dos pneus, que são postos de maneira horizontal, uma mistura de solos é adicionada e compactada.

Os pneus são amarrados, preferencialmente, por meio de cordas de polipropileno.

Uma característica desse tipo de muro é que o mesmo é mais flexível que os demais muros supracitados, ou seja, as contenções com muros de pneus podem sofrer deformações superiores à de outros métodos.

Por isso, esse tipo de contenção não é indicado em casos que o maciço não possa sofrer muitas deformações, como é o caso por exemplo, de um aterro para execução de edificações ou mesmo para ferrovias.

Muro de pneus

Muro de pneus

Muros de flexão

Agora vamos falar um pouco mais sobre outro tipo de muro de arrimo, os muros de flexão.

Os muros de flexão são estruturas mais esbeltas que os muros de gravidade e resistem aos esforços de empuxo do solo por meio da flexão, logo, tais estruturas são geralmente executadas em concreto armado.

Tais muros podem ter, ou não, a presença de contrafortes ao longo de sua extensão, com a finalidade de aumentar a inércia, e por consequência, a estabilidade do muro.

Outra característica é que os muros de flexão também podem ser ancorados por tirantes ou em sua base.

Tal ancoramento melhora a estabilidade de muro, permitindo assim a construção de muros com maiores alturas e com deformações muito baixas.

Muro de flexão sem contrafortes

Muro de flexão sem contrafortes

Nesse post, apresentamos os principais tipos de muros de arrimo, suas características principais e explicamos a situação de utilização de cada um.

Se você quiser saber um pouco mais sobre as etapas de dimensionamento de um muro de gravidade ou acompanhar o dimensionamento do mesmo, você também encontra aqui!

 

Caso você ainda tenha alguma dúvida, deixa nos comentários que a gente responde!

Não deixe de seguir nosso blog, assinar nossa newsletter, além de acompanhar nosso canal no Youtube e ficar por dentro das novidades!

Até a próxima!

Comments 12

  1. Muito bom!
    Quem deve fazer o muro de arrimo!?
    Possuo um terreno em condomínio fechado. Tanto em meu terreno quanto no do vizinho não há construções ainda. Meu vizinho fez a terraplenagem de seu terreno, rebaixando-o 2.40m em relação ao meu e qdo perguntei sobre o arrimo, me disse q é problema meu e se recusa a faze-lo ou no mínimo a dividir os custos comigo. O fato eh q meu terreno está fragilizado e não posso começar a construir sem a devida contenção. A lesgislação do condomínio não diz nada a respeito. Eu realmente devo arcar com o muro de arrimo sozinho ou qual o procedimento a ser tomado!? obrigado

    1. Post
      Author

      Bom dia, Paulo. Tudo bem?
      Na prática, geralmente quem faz o corte no terreno natural executa logo uma contenção, até porque, o terreno na região do corte com alguma chuva ou carga adicional pode acabar desabando pro terreno dele. No seu caso, é mais um problema legal mesmo. Tente entrar em contato com a administração do seu condomínio e veja como pode resolver isso. Mas como eu disse, qualquer chuva pode acabar por instabilizar a região do corte, então tentem resolver o mais rápido possível para evitar maiores perdas para ambos!
      Abraço!

  2. Boa tarde, Felipe Marinho

    Sou JOEL, aluno do SENAI TATUAPÉ-SP, e estou em vias de terminar meu TCC e preciso concluir meu orçamento a respeito de MURO DE ARRIMO, mas quero faze-lo o mais perto possível da realidade atual.
    Tenho um terreno verdadeiro no bairro do Ipiranga que quero usar como modelo para meu TCC.
    NO FUNDO TENHO UM TALUDE DE 50 METROS DE COMPRIMENTO POR 3 METROS DE ALTURA.
    Qual o melhor tipo de muro???
    Após fazer o muro de arrimo, pretendo colocar acima uma pergolado para que pessoas possam sentar e bater papo, pois será um restaurante.
    posso instalar um deck de madeira??? ou somene grama são carlos, para fazer de piso???

    Grato
    JOEL

    1. Post
      Author

      Bom dia, Joel. Tudo bem?
      Sobre sua dúvida a respeito do tipo de muro a ser utilizado, o ideal seria analisar o tipo de solo que será contido, a qualificação da mão-de-obra local, materiais disponíveis na região. Pois pra essa altura de contenção, tanto muros de gravidade quanto muros de flexão são opções viáveis. Acredito de antemão, que o muro de gravidade seja mais econômico, mas como falei anteriormente, são várias variáveis e a nível de projeto, tais condições precisam ser verificadas.
      Sobre a utilização do local, não entendi se o restaurante será na região elevada ou será ao lado da contenção , na região mais baixa. de qualquer forma, você deve considerar essa sobrecarga de utilização para o cálculo dos empuxos de terra.
      Sobre o deck de madeira, basta verificar as tensões admissíveis do solo no seu terreno.
      Obrigado pela mensagem e espero ter ajudado.
      Abraço!

  3. Bom dia Filipe, ótimo post!
    Sou recém formado e, infelizmente, não tive a parte de dimensionamento do muro. Necessito fazer um projeto, porém encontrei dificuldades somente com a teoria. Gostaria de tirar algumas dúvidas, se possível. Considerando um muro com altura de aproximadamente 2,00 m, um muro de gravidade seria o mais indicado. Contudo, existe a ideia de futuramente ser executada uma piscina na parte elevada. Dito isso, o muro de gravidade ainda atende ou o ideal seria de flexão mesmo com altura relativamente baixa? E quanto a fundação do mesmo?

    Obrigado,
    Victor

    1. Post
      Author

      Boa tarde, Victor. Tudo bem?
      Sobre a ideia de executar uma piscina na parte elevada, não vejo impossibilidade de se utilizar um muro de gravidade. Mas tenha muito cuidado com a drenagem desse muro, visto que essa piscina pode ter, no futuro, problemas de vazamentos, o que afetará no empuxo do solo nesse muro, por isso teria apenas uma atenção especial a drenagem. Acredito que não vá haver mudança de carga muito elevada com essa piscina, porém considere uma sobrecarga de pessoas próximas ao muro, para simular uma possível reunião nessa área. Fazendo isso e respeitando os fatores de segurança, você conseguirá executar um projeto seguro!
      Espero ter ajudado. Qualquer outra dúvida, pode entrar em contato. Abraço!

      1. Bom dia, tudo bem! Agradeço a resposta!!
        Nesse caso, optando pelo muro de gravidade, o mesmo teria uma seção (como vista nos exemplos) uniforme em todo seu comprimento (10m) com concreto ciclópico dispensando as armaduras?
        E quanto a fundação?
        Última dúvida: Em relação a muros de arrimo executados com pilares, vigas armadas e alvenaria, visando economia. Seria indicado/viável?

        1. Post
          Author

          Opa, Victor. Se você optar por muro de gravidade, pode sim fazer ele com a mesma seção transversal ao longo de todo o comprimento, no caso, não seria necessário armar (no caso de muro de gravidade). Sobre a fundação do muro de gravidade, seria a sua própria base. Lembrando que você deve verificar as tensões no solo. Recomendo você dar uma leitura nos nossos outros posts sobre dimensionamento de muro de gravidade.
          Sobre os muros com pilares e vigas armadas, eles funcionam como um muro de flexão, então você deve dimensionar cada elemento com os devidos esforços de flexão, sendo o dimensionamento bem distinto de um muro de gravidade. Sobre viabilidade técnica, você pode usar para vencer 2m de desnível, com certeza. Apenas lembre de fazer todos os dimensionamentos. Quanto a viabilidade econômica, aí cabe a você fazer o estudo de custos das duas soluções, mas levaria em conta sim, essa possibilidade de muro com pilares e vigas.
          Abraço!

          1. Entendido Filipe, já verifiquei os posts relacionados e esclareci várias dúvidas, são muito bons, com certeza consultarei novamente. Muito obrigado pelo retorno e resposta rápida.
            Abraço!

          2. Post
            Author

            Fico feliz em ter ajudado, Victor.
            Muito obrigado pelo elogio e por acompanhar nosso blog!
            Sucesso.
            Abraço!

  4. Olá, tenho uma dívida, tenho um terreno e no fundo dele tem um barranco de uns 8m de altura, gostaria de saber se o correto é fazer o muro com 8 metros vá vertical? Ou fazer em escada com 2 muros de 4 metros com uma laje de 2 metros entre eles, ou ainda, somente um muro de 4m já resolve? Valeu obrigado

    1. Post
      Author

      Bom dia, Edilson, tudo bem? 8 metros já é um desnível alto. São muitas as variáveis para determinar a melhor solução, tanto para sua segurança como para sua economia. Minha recomendação é que você contrate um engenheiro para avaliar com mais critério sua situação e consiga dimensionar corretamente a contenção para esse desnível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *